conecte-se conosco

Cinema e Séries

“Requiem” é a série de suspense que você precisa assistir na Netflix

Publicado

em

“Requiem”, produção com uma pegada sobrenatural que entrou recentemente para o catálogo da Netflix e promete ser um dos grandes lançamentos do ano na plataforma.

A história gira em torno de Matilda Gray (Lydia Wilson), uma violonista premiada que embarca em uma jornada misteriosa para solucionar o suicídio cometido pela sua mãe, um ótimo enredo para quem adora aquela tensão a cada nova descoberta.

Para os fãs de maratonas mais rápidas, a primeira temporada de “Requiem” possui somente seis episódios, com duração de 60 minutos cada, o que faz com que ela seja a escolha perfeita para qualquer momento do dia.

Por mais que a trama possa parecer clichê, “Requiem” não tem nada de comum e a investigação que marca a vida de Matilda tem relação direta com o desaparecimento de uma criança 23 anos antes. O maior desafio será encontrar pistas suficientes para saber como e, principalmente, por qual razão os casos estão conectados.

📷 Netflix

Matilda também precisa enfrentar os seus próprios conflitos internos e não faltam cenas com recursos sobrenaturais, causadas por um terror psicológico, que são realmente sombrios durante os episódios de “Requiem”.

* Vix

Continue lendo
Anúncio
Comentários

Cinema e Séries

Morre Waldyr Sant’anna, dublador de Homer Simpson e Eddie Murphy

Publicado

em

📷 Reprodução

Morreu neste sábado (21), aos 81 anos, o ator e dublador Waldyr Sant’anna. Entre diversas vozes e papéis na televisão, ele foi responsável por ser a primeira voz de Homer Simpson, de “Os Simpsons”, no Brasil. As informações sobre a causa da morte não foram divulgadas.

Waldyr foi a voz de Homer até a 7ª temporada da série e depois retornou na 15ª fase até o episódio 6 da 18ª do desenho animado. No cinema, também deu voz a diversos atores famosos, como Eddie Murphy, Morgan Freeman e Harrison Ford.

Como ator, Waldyr Sant’anna também teve diversas participações em novelas, como “Guerra dos Sexos”, “O Salvador da Pátria”, “Suave Veneno” e “Roque Santeiro”.

Amigos e colegas do dublador lamentaram sua morte nas redes sociais. “Ele sempre era calmo, tranquilo e bem-humorado. Sant’anna sempre me incentivava e gostava de ter longas conversas comigo, o que eu apreciava demais. Inteligente, espirituoso, criativo, divertido e dono de um delicioso humor. Era querido por todos nós na dublagem”, disse Guilherme Briggs, que também postou um desenho em sua homenagem.

Continue lendo
Anúncio

Brasil

Anúncio

Mundo

Ciência

Mais Vistas