Conecte-se conosco

Santarém

Prefeitura de Santarém implanta educação infantil no Residencial Salvação

Publicado

em

? Mauro Nayan

Os moradores do Residencial Salvação receberam na tarde desta terça-feira (8), sua primeira Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei Salvação), entregue pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O prédio, que é alugado funcionará nos turnos da manhã e tarde, atendendo 170 crianças de 3 a 5 anos de idade.

Com quatro salas de aula e 15 funcionários, a Unidade de Educação Infantil é uma conquista importante para a comunidade. “É um grande presente para nossa comunidade, antes dessa unidade existir os pais precisavam levar suas crianças para bairros vizinhos para poderem estudar. Nós temos relatos de mães que moram na última rua do residencial Salvação, que muitas vezes sem dinheiro para pagar passagem precisavam ir a pé, com um filho no colo e outro na barriga, para deixar o filho para estudar em unidades de outros bairros. Hoje poder ver que esse sonho foi realizado é uma grande alegria, tenho certeza que essa Unidade vai ajudar muitas famílias aqui do Residencial Salvação”, relatou satisfeita a coordenadora da Umei Salvação, Milena Almeida.

Leia também: Dados do HMS aponta que 80% dos acidentes de trânsito em Santarém são provocado por motos

As aulas na Unidade Municipal de Educação Infantil do Residencial Salvação iniciam nesta quinta-feira (10). “Nossa meta é atender a comunidade da melhor maneira possível, e sabendo da necessidade e situação emergencial dessas crianças aqui do residencial Salvação, a administração pública tomou a atitude de alugar esse espaço para atender essas crianças que precisavam ir para outros bairros. É importante destacar que nosso padrão de qualidade não tem distinção, o mesmo atendimento, a mesma composição de equipe que atende uma Umei no bairro central da cidade atende também em bairros mais distantes. É uma forma de unificar, de tornar igualitário toda a população com atendimento referente à educação”, informou a secretária Municipal de Educação, Mara Belo.

O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, lembrou que a iniciativa do governo de alugar um espaço para atender as crianças foi para agilizar o processo de atendimento, uma vez que ainda está aguardando a liberação de recursos do Governo Federal para a construção do Cemei Salvação. “Nós sabemos que esse projeto com mais de três mil famílias não foi contemplado com equipamentos públicos. Não tem Praças, Unidades de Saúde nem de Educação. E essa entrega da Umei Salvação vem trazer um grande conforto às crianças aqui do residencial, uma vez que as famílias precisavam se deslocar para bairros vizinhos para que os filhos pudessem estudar, alguns deles não tinham essas condições e estavam até hoje sem frequentar uma sala de aula”.

Pensando nas dificuldades de mães e de famílias do Residencial, a Prefeitura de Santarém não mediu esforços para atender essa demanda. “O governo não poderia esperar que o atendimento acontecesse aqui apenas depois da construção do prédio próprio, já que infelizmente é um processo demorado e dependemos da liberação de recursos para iniciarmos a obra. Claro que os projetos estão todos em andamento. Eles já foram encaminhados para os Ministérios da Educação e das Cidades, mas infelizmente precisamos esperar esse retorno positivo. Nós não poderíamos ficar de braços cruzados até que essa obra iniciasse, e por isso, tomamos a iniciativa de alugar e adaptar esse espaço para que nossas crianças do Residencial Salvação possam ter um local confortável, seguro e de aprendizado, bem pertinho de casa. Nosso principal objetivo vai continuar sendo garantir o direito da população, o direito das nossas crianças à educação, fazendo um governo para todos pensando sempre no povo de Santarém”, finalizou o prefeito Nélio Aguiar.

Continue lendo
Comentários

Santarém

Público lota a Casa da Cultura para o Concerto de aniversário da Orquestra Filarmônica

Publicado

em

Foto: Mauro Nayan

O auditório da Casa da Cultura lotou na noite de noite de sexta-feira (19) durante Concerto  que comemorou os 5 anos da Orquestra Filarmônica de Santarém (OFS). Aproximadamente 400 pessoas prestigiaram. A apresentação contou com as participações especiais dos artistas locais: Alexandre Escher, Cristina Caetano, Carlos Lemos, Nychow Moore e Priscila Moreira.

O Concerto relembrou apresentações realizadas durante os cinco anos de atividade da insituição. Dentre elas, os Concertos Sinfônicos The Beatles e Legião. Relembrou ainda a apresentação inédita da Orquestra e Banda no 31º Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa) no mês de junho deste ano, no Theatro da Paz, na capital paraense e ainda as grandes parceiras com cantores locais.

A OFS é um dos segmentos da Filarmônica Municipal de Santarém, segundo o secretário municipal de cultura, Luís Alberto Figueira, isso é resultado de todo um trabalho conjunto do governo municipal e direção deste segmento da arte da música. “Por isso eu agradeço ao prefeito pela sensibilidade cultural que apoia proporcionar essa atividade. Cultura é fundamental para o ser humano. Liberta a alma, acalanta o nosso sentimento, e ficamos felizes pela Filarmônica municipal neste trabalho junto a Orquestra Filarmônica de Santarém e demais segmentos a proporcionar esse momento de alegria e bem estar a população santarena”, destacou o titular da pasta da cultura no município.

O diretor da FMPJA Adson Wender diz que a participação dos artistas os honra.  “Estar com esses artistas é uma honra para todos nós e também engradece a valorização do público, com a maciça presença e isso é nosso maior presente. Ficamos gratos ao apoio do governo municipal”.

A cantora e compositora santarena Cristina Caetano destacou o merecimento da Orquestra Filarmônica de Santarém, sempre aprovadíssima pelo público. “É uma grande Festa, cinco anos de trabalho árduo desses músicos, nós que trabalhamos com a Cultura sabemos que não é fácil sozinho, imagine conduzir um grupo. Mas eles conseguiram e estão ganhando mais espaços e agora comemoram os cinco anos. Como artista convidada, sinto-me na obrigação de aceitar porque acabamos fazendo parte disso tudo e temos que agradecer por tantos jovens envolvidos e isso é muito bonito”, destacou a artista.

A orquestra Filarmônica de Santarém foi criada em outubro de 2013, composta por 40 músicos, nas execuções dos instrumentos de corda, percussão e sopro. Apresentaram-se ainda na noite, na abertura, a Banda da Academia Filarmônica.

Veja algumas fotos:

Continue lendo
Publicidade

Últimas

Publicidade

Mundo

Esportes

Destaques

© 2018 UNIVERSO NEWS