Início Saúde Nódulo na tireoide é perigoso? Significa câncer? Médica tira dúvidas

Nódulo na tireoide é perigoso? Significa câncer? Médica tira dúvidas

574

A presença de um caroço na tireoide, glândula localizada na região do pescoço, pode deixar muita gente assustada diante da possibilidade de um câncer ou alguma outra condição grave de saúde. Mas a característica nem sempre representa perigo ou mesmo indica uma doença.

De acordo com a endocrinologista Dra. Laura Ward, professora da Unicamp e ex-presidente do departamento de Tireoide da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), um nódulo é o principal sinal do câncer de tireoide, mas isso não representa necessariamente malignidade. A especialista afirma que só um médico pode garantir o diagnóstico e que, na maioria dos casos, os nódulos são benignos.

O que é câncer na tireoide?

tumor na tireoide, mais comum entre mulheres, é um tipo raro de câncer que costuma não apresentar sintomas. Seu desenvolvimento ocorre dentro da glândula, que tem como objetivo a produção de hormônios essenciais para controlar diversos órgãos e funções do corpo humano.

A endocrinologista diz que estudos que acompanham a progressão de tumores de tireoide, um deles, com um seguimento de mais de 20 anos, mostrou que menos de 5% desses cânceres crescem mais que 30 mm a cada dez anos e que que muitos deles não incomodam e nem colocam a vida do paciente em risco.

Câncer na tireoide: diagnóstico e tratamento

A identificação do tumor na tireoide costuma ocorrer pela identificação do nódulo, que pode ser feito durante o exame clínico com um médico ou mesmo através de um autoexame simples, que a pessoa pode fazer em casa. Há também uma ferramenta online que verifica sintomas de doença na tireoide, disponibilizada pela empresa farmacêutica Merck.

Porém, somente o exame com um médico especialista é capaz de cravar o diagnóstico e indicar o tratamento. Em alguns casos, também são feitas ultrassonografias que são capazes de detectar nódulos ainda pequenos e, por isso, impossível de serem sentidos pelo tato. A detecção precoce facilita o tratamento e aumenta as chances de cura, que chega a 90%.

tratamento de câncer na tireoide varia de paciente para paciente, visto que devem ser analisados fatores como tipo de tumor e órgãos atingidos. Grande parte dos casos exige a cirurgia de retirada ou remoção parcial da glândula.

Radioterapia, iodoterapia, quimioterapia e uso de medicamentos alvo-molecular também podem ser opções de tratamento para pacientes com carcinoma na tireoide. Não há alimentos e nem hábitos que possam evitar a doença, normalmente assintomática. Portanto, é importante procurar orientação médica imediata assim que notar qualquer alteração na anatomia do pescoço, como nódulos. Com informações do Vix