Conecte-se conosco

Ciência

Museu Nacional do Rio é considerado o 5º maior do mundo em acervo

Publicado

em

Foto: Reprodução / Facebook / Museu Nacional

Destruído em um incêndio de grandes proporções neste domingo (2), o Museu Nacional do Rio de Janeiro era considerado o 5º maior museu do mundo em acervo.

O local abrigava mais de 20 milhões de peças, entre elas o mais antigo fóssil humano já encontrado na América, que foi batizado de “Luzia”. O fóssil tinha cerca de 12.500 a 13.000 anos e integrava a coleção de Antropologia Biológica. Tudo foi destruído pelas chamas.

O Museu Nacional integra o Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro e é vinculado ao Ministério da Educação. A instituição foi criada por D. João VI, em 6 de junho de 1818.

Na foto acima, está HORI – Múmia do sacerdote do Templo do deus Amon em Karnak (atual Luxor). III Período Intermediário, XXI-XXVI Dinastias (Cerca de 1070-664 a.C.). Origem provável: Tebas Ocidental. Essa múmia estava em exposição no Museu Nacional.

Continue lendo
Comentários

Ciência

Nasa alerta para aproximação de asteroide na Terra para próxima semana

Publicado

em

Foto: Divulgação / Nasa

Nasa revelou que um asteroide “potencialmente perigoso”, maior do que as pirâmides do Egito, se aproximará da Terra no início da próxima semana. O corpo celeste, denominado 2016 NF23, se move a uma velocidade de 32,4 mil quilômetros por hora e mede entre 70 e 160 metros de largura.

O objeto rochoso deve chegar ao ponto mais próximo do nosso planeta pouco depois das 22h (de Brasília) na terça-feira (28).

Apesar do alerta, a agência espacial norte-americana garante que a distância que o asteroide passará da Terra é considerada segura: 4,9 milhões de quilômetros, o equivalente a 13 vezes a distância entre a Lua e o nosso planeta.

Astrônomos da Nasa monitoram a aproximação de asteroides do planeta Terra frequentemente para garantir a nossa segurança e tempo de manobra, no caso de alguma aproximação indesejada.

A destruição dos corpos rochosos indesejados pode ser feita com uma nave espacial desenvolvida especialmente para colidir contra o objeto ou até mesmo com armas nucleares.

Um dos asteroides com maior potencial de atingir a Terra é chamado de 101955 Bennu. A chance do choque acontecer é de uma em 2,7 mil, com data prevista para 2135. Para prevenir um possível desastre, a Nasa lançou a sonda OSIRIS-REx, que coletará informações do asteroide.

Continue lendo
Ad

Facebook

Ad

Brasil

Mundo

Mais Vistas