Conecte-se conosco

Famosos e TV

Huck usou empréstimo de R$ 17,7 milhões do BNDES para comprar jatinho

Publicado

em

Foto: Francisco Cepeda / AgNews

O apresentador Luciano Huck utilizou R$ 17,7 milhões do BNDES para comprar um jatinho particular da Embraer. O empréstimo foi feito em 2013 por meio do programa BNDES Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos) com juros de 3% ao ano e 114 meses de amortização para o pagamento.

Segundo o blog Tijolaço, o crédito foi tomado pela Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos Ltda, que tem Huck e a esposa, Angelica, como sócios, e teve o Itaú como operador. Ainda de acordo com o blog, a Brisair funciona em uma sala da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e no registro na Receita Federal afirma atuar com “consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica”.

Em nota enviada ao jornal Folha de S. Paulo, a assessoria do apresentador disse que o Finame “é um programa do BNDES de incentivo à indústria nacional, por isso financia os aviões da Embraer”.

O banco, por sua vez, afirmou que “até dezembro de 2017, havia 1.036.572 operações registradas no BNDES com as condições do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), o que demonstra a pulverização do programa entre milhares de empresas de todo o Brasil”.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Famosos e TV

Chico Buarque e Caetano Veloso participam de ato com Haddad nesta terça

Publicado

em

Foto: Daniel Marenco/Folhapress

Artistas, intelectuais e partidos de esquerda participarão de ato da campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência na próxima terça-feira (23), a partir das 17h, nos arcos da Lapa, centro do Rio.

Batizada de “Ato da Virada”, a manifestação terá a presença de Caetano Veloso e Chico Buarque, além de artistas e militantes do setor da cultura no Rio. Gilberto Gil, que está em viagem ao exterior, enviará um vídeo de apoio.

Segundo a organização, ao menos 40 artistas já confirmaram presença no ato, que terá discursos e a possível leitura de manifesto em defesa da democracia e pelo voto na chapa de Haddad e Manuela D’Ávila (PC do B).

O evento será semelhante aos que têm ocorrido no Rio desde 2015, primeiro contra o impeachment de Dilma Rousseff, depois contra a prisão do ex-presidente Lula, mais adiante pela campanha de Haddad no primeiro turno e agora pelo apoio ao voto no petista no segundo turno.

Caetano Veloso, que apoiou Ciro Gomes (PDT) no primeiro turno, declarou voto em Haddad após o assassinato com 12 facadas do mestre de capoeira baiano Moa do Katendê, 63, depois de uma discussão de bar em Salvador em que ele teria declarado voto no PT.

Os participantes se revezarão no palco, mas não serão permitidas apresentações artísticas, apenas discursos, conforme determina a lei eleitoral, que veda a realização de showmícios ou apresentações, remuneradas ou não, de artistas em eventos de campanha. O descumprimento pode configurar propaganda irregular e abuso de poder econômico.

Entre os intelectuais confirmados estão o teólogo e escritor Leonardo Boff e o filósofo e cientista político Emir Sader. Os cineastas Luis Carlos Barreto e Cacá Diegues também estarão na manifestação, assim como o ato Herson Capri. Partidos reunidos no Rio em torno de uma frente democrática, como PSD, PSB, PDT, PV, PSOL, também enviarão representantes.

Continue lendo
Publicidade

Últimas

Publicidade

Mundo

Esportes

Destaques

© 2018 UNIVERSO NEWS