Conecte-se conosco

Filmes

Filme sobre impeachment de Dilma estreia no Brasil com sala lotada

Publicado

em

📷 Reuters

Neste domingo (15) ocorreu a primeira exibição oficial no Brasil do documentário “O Processo”, que aborda o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A sessão ocorreu no Instituto Moreira Salles (SP), dentro da programação da 23ª edição do festival É Tudo Verdade.

As duas sessões previstas para o evento, causaram breve confusão e reclamações do público que lotava as filas do centro cultural na avenida Paulista por volta das 15h, noticia da Folha.

+ Filmes

Por causa da inquietação dos presentes, uma sessão extra foi aberta às 23h, com ingressos também esgotados. O documentário fez sua estreia internacional no festival de Berlim.

Já a estreia comercial do filme está prevista para 17 de maio.

Com muitos espectadores pró-Dilma, o público se manifestou em diversas ocasiões. Uma das responsáveis pela redação da denúncia contra a ex-presidente, a advogada Janaína Paschoal surgiu na tela sob gritos de “louca” e “mentirosa”.

O filme de Maria Augusta Ramos se concentra nos seis meses entre a aceitação da denúncia contra a ex-presidente e a confirmação de seu afastamento, ambos em sessões do Congresso.

Continue lendo
Comentários

Filmes

Diretor diz, que Van Damme filmou ‘Street Fighter’ cheio de cocaína

Publicado

em

Foto: Reprodução

A adaptação do videogame Street Fighter para o cinema não foi tarefa fácil. O diretor responsável pela façanha, Steven de Souza, contou em entrevista ao jornal britânico The  Guardian que teve de encarar desde um orçamento baixo e mudanças intermináveis no roteiro ao comportamento pouco confiável de sua maior estrela, o astro de luta Jean-Claude Van Damme, 58.

Segundo Souza, Van Damme passava por um grave vício em cocaína quando foi convocado para interpretar o coronel William F. Guile em “Street Fighter – A Última Batalha”, lançado em 1994. Ele consumia cerca de 10 gramas por dia da droga e gastava cerca de US$ 10 mil por semana para bancar o vício.

“Eu não podia falar sobre isso na época, mas eu posso agora: Jean-Claude estava fora de si de tanta cocaína”, contou o diretor. Ele afirma que o estúdio chegou a contratar uma pessoa para vigiar o astro belga, “mas infelizmente ele era uma má influência” para Van Damme.

Van Damme faltou a diversos dias de gravação, forçando Souza a caçar cenas que pudesse filmar sem ele. “Eu não podia simplesmente sentar por horas esperando por ele. Em duas ocasiões, os produtores deixaram ele viajar [da Tailândia] até Hong Kong e nas duas vezes ele voltou atrasado. Nas segundas, ele simplesmente não aparecia.

“Em seu reality show “Jean Claude Van-Damme: Behind Close Doors”, o ator admitiu que passava a maior parte do tempo fora de si nos anos 90. Ele afirma que deixou de usar drogas sem ajuda de reabilitação ou terapias.

Continue lendo

Facebook

Brasil

Ad

Mundo

Mais Vistas