Conecte-se conosco

Santarém

Exército é acionado para ajudar no descarte de produtos de frigorífico clandestino em Santarém

Publicado

em

Foto: Fábio Cadete/G1

O exército foi acionado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) para ajudar nos trabalhos de remoção e descarte dos produtos apreendidos em frigorífico clandestino em Santarém, oeste do Pará. As atividades continuaram na tarde desta quarta-feira (7) quando ao menos cinco toneladas de camarão foram enterradas.

A Semma, ao ver a dimensão dos trabalhos para o descarte correto do material percebeu que precisaria de ajuda. “Estamos com o apoio de oito militares do exército e uma caçamba. A ideia era que os trabalhos fossem encerrados ainda hoje (quarta), pois já se passaram três dias de operação e o produto é altamente perecível, mas não foi possível”, disse o fiscal ambiental Vianey Lira.

Além da Semma e militares, o Ibama também acompanha a pesagem e o descarte do produto de origem animal – como peixe, caranguejo, camarão e piracuí – no aterro sanitário do Perema, região rural de Santarém.

O descarte

Um buraco, que foi cavado no lixão e já havia recebido pelo menos quatro mil quilos de peixes e caranguejos da mesma operação, também recebeu os camarões. “Esse é um trabalho complexo. Necessitamos, além de pessoas para pesar e colocar as sacas em cima da caçamba, de maquinários para ajudar no processo”, completou.

Um trator foi necessário para abrir e fechar o buraco, mas segundo a Semma provavelmente será necessário de outro. “Ainda tem muito material para ser retirado da residência onde funcionava o frigorífico. Pelo menos umas oito toneladas”, disse Vianey Viana.

O frigorífico

O frigorífico funcionava em uma casa na comunidade Diamantino, grande área do Mararu, em Santarém. O proprietário dos produtos – em sua maioria, pirarucu, piracuí, camarão e aviú – não possuía documento de origem e nem a licença ambiental necessária para esse tipo de empreendimento.

O produto apreendido não serviu para doação, pois segundo a Vigilância Sanitária as condições de higiene eram precárias, e a forma como os produtos estavam acondicionados eram inadequadas.

As informações são do G1 / Santarém

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Santarém

Público lota a Casa da Cultura para o Concerto de aniversário da Orquestra Filarmônica

Publicado

em

Foto: Mauro Nayan

O auditório da Casa da Cultura lotou na noite de noite de sexta-feira (19) durante Concerto  que comemorou os 5 anos da Orquestra Filarmônica de Santarém (OFS). Aproximadamente 400 pessoas prestigiaram. A apresentação contou com as participações especiais dos artistas locais: Alexandre Escher, Cristina Caetano, Carlos Lemos, Nychow Moore e Priscila Moreira.

O Concerto relembrou apresentações realizadas durante os cinco anos de atividade da insituição. Dentre elas, os Concertos Sinfônicos The Beatles e Legião. Relembrou ainda a apresentação inédita da Orquestra e Banda no 31º Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa) no mês de junho deste ano, no Theatro da Paz, na capital paraense e ainda as grandes parceiras com cantores locais.

A OFS é um dos segmentos da Filarmônica Municipal de Santarém, segundo o secretário municipal de cultura, Luís Alberto Figueira, isso é resultado de todo um trabalho conjunto do governo municipal e direção deste segmento da arte da música. “Por isso eu agradeço ao prefeito pela sensibilidade cultural que apoia proporcionar essa atividade. Cultura é fundamental para o ser humano. Liberta a alma, acalanta o nosso sentimento, e ficamos felizes pela Filarmônica municipal neste trabalho junto a Orquestra Filarmônica de Santarém e demais segmentos a proporcionar esse momento de alegria e bem estar a população santarena”, destacou o titular da pasta da cultura no município.

O diretor da FMPJA Adson Wender diz que a participação dos artistas os honra.  “Estar com esses artistas é uma honra para todos nós e também engradece a valorização do público, com a maciça presença e isso é nosso maior presente. Ficamos gratos ao apoio do governo municipal”.

A cantora e compositora santarena Cristina Caetano destacou o merecimento da Orquestra Filarmônica de Santarém, sempre aprovadíssima pelo público. “É uma grande Festa, cinco anos de trabalho árduo desses músicos, nós que trabalhamos com a Cultura sabemos que não é fácil sozinho, imagine conduzir um grupo. Mas eles conseguiram e estão ganhando mais espaços e agora comemoram os cinco anos. Como artista convidada, sinto-me na obrigação de aceitar porque acabamos fazendo parte disso tudo e temos que agradecer por tantos jovens envolvidos e isso é muito bonito”, destacou a artista.

A orquestra Filarmônica de Santarém foi criada em outubro de 2013, composta por 40 músicos, nas execuções dos instrumentos de corda, percussão e sopro. Apresentaram-se ainda na noite, na abertura, a Banda da Academia Filarmônica.

Veja algumas fotos:

Continue lendo
Publicidade

Últimas

Publicidade

Mundo

Esportes

Destaques

© 2018 UNIVERSO NEWS