Conecte-se conosco

Saúde

Estudo comprova, você pode perder dois quilos e meio só de ficar em pé

Publicado

em

Foto: BILLION PHOTOS/SHUTTERSTOCK

Um estudo norte-americano mostrou que é possível perder peso apenas ficando em pé. O resultado foi atestado pela análise de outras pesquisas e ainda calculou quantos quilos é possível reduzir em um ano. Entenda:

Ficar em pé ajuda a perder peso

pesquisa, publicada no Jornal Europeu de Prevenção Cardiológica e elaborada por pesquisadores da Mayo Clinic, analisou se adultos queimam mais calorias em pé do que sentados por meio da avaliação de mais de 46 estudos com 1.184 participantes com idade média de 33 anos.

“Nossa revisão mostrou que ficar em pé queima mais calorias do que sentado”, revelou um dos autores do documento, o cardiologista Farzane Saeidifard.

Foi constatado que a posição ereta queima 0,15 calorias a mais por minuto do que a sentada.

Assim, um adulto de 65 quilos que permanecesse em pé por seis horas queimaria 54 calorias, o que significaria menos 2,5 quilos em um ano e menos 10 quilos em quatro anos.

Ainda são necessárias novas análises para confirmar o fato e elucidar as explicações por trás dele.

Outros riscos

Nos Estados Unidos, a média de tempo que as pessoas passam sentadas é de sete horas por dia; já na Europa, esse índice varia entre 3,8 e 6,8 horas. Ainda não existem dados referentes ao Brasil, mas acredita-se que os números por aqui não sejam muito diferentes.

Ficar sentado o dia todo ainda causa malefícios para a saúde como aumento do risco de desenvolver obesidade, diabetes e doenças do coração.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Saúde

Anvisa aprova novos tratamentos para o câncer

Publicado

em

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou esta semana três novos tratamentos para o câncer. Para pacientes com câncer de próstata, foi aprovado o registro do medicamento Erleada (apalutamida), que será comercializado na forma farmacêutica de comprimido revestido, na concentração de 60 miligramas (mg).

De acordo com a agência, o remédio, com dose de 240 mg (quatro comprimidos revestidos de 60 mg), em combinação com terapia de privação androgênica (castração medicamentosa ou cirúrgica), é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de próstata não metastático resistente à castração.

Pacientes diagnosticados com carcinoma de células renais – um tipo de câncer nos rins – passaram a contar com uma nova indicação terapêutica, resultado da combinação de dois produtos biológicos usados em tratamentos oncológicos. Os medicamentos são o Opdivo (nivolumabe) e o Yervoy (ipilimumabe), que integram o rol de novas opções de terapias para o combate ao câncer, denominadas imunoterapias.

A nova indicação aprovada pela Anvisa é direcionada para o tratamento de primeira linha em pacientes adultos com carcinoma de células renais de risco intermediário ou alto.

A agência também aprovou o registro de um novo medicamento para o tratamento de carcinoma de células renais avançado. O produto é o Cabometyx (levomalato de cabozantinibe), que será comercializado na forma farmacêutica de comprimido revestido, nas concentrações de 20 mg, 40 mg e 60 mg.

O remédio, segundo a Anvisa, é indicado para adultos não tratados previamente (primeira linha) e para pacientes que já passaram por outro tratamento (segunda linha).

Continue lendo
Publicidade

Últimas

Publicidade

Mundo

Esportes

Destaques

© 2018 UNIVERSO NEWS