Conecte-se conosco

Mundo

Equador busca recorde no Guinness com arranjo de 500 mil rosas

Publicado

em

FOTO: AFP / RODRIGO BUENDIA

Com ao menos 500 mil rosas, o Equador deu forma a uma gigantesca pirâmide na localidade andina de Tabacundo, ao norte de Quito, com a qual pretende entrar para o Guinness Book.

A pirâmide floral erguida em uma praça de Tabacundo, considerada a capital mundial da rosa, espera conquistar o recorde de maior estrutura montada com flores.

No próximo sábado juízes do Guiness verificarão se a pirâmide cumpre com os requisitos para estabelcer o recorde, após solicitar modificações em parte do suporte do arranjo.

O arranjo, de 560 m2, representa uma das pirâmides do vizinho parque arqueológico de Cochasquí, onde há estruturas pré-incaicas.

A pirâmide tem um sistema interno de rega para conservar as flores por duas semanas, mesmo sob intenso sol.

As rosas, predominantemente vermelhas, dão forma também a um longo tapete de 500 m2.

Uma figura de “taita inti” (pai sol), que tem grande significado na cosmovisão indígena, decora o topo da pirâmide, de quase quatro metros de altura.

As rosas doadas para a pirâmide têm qualidade de exportação porque “se utilizássemos de segundo padrão não iriam durar”, disse à AFP o floricultor Klaus Graetzer.

“Por sua alta qualidade, cada rosa equatoriana nos Estados Unidos pode custar 2 dólares e na Rússia, 5 dólares”, revelou Graetzer.

Veja as fotos:

Continue lendo
Comentários

Mundo

Custo da guerra na Síria chega a quase US$ 400 bilhões, diz ONU

Publicado

em

Por

Foto: JOSEPH EID/AFP

A guerra que arrasa a Síria há mais de sete anos causou uma destruição avaliada em quase 400 bilhões de dólares – informou a ONU nesta quarta-feira (8).

A estimativa foi publicada por ocasião de uma reunião, em Beirute, da Comissão Econômica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental, que contou com a presença de mais de 50 especialistas sírios e internacionais.

A Comissão considerou que o “volume de destruições” é da ordem de US$ 388 bilhões.

Segundo a ONU, esse número não inclui “as perdas humanas” – pessoas mortas nos combates, ou perda de pessoal qualificado devido ao deslocamento da população.

Mais da metade da população síria de antes da guerra fugiu do país, ou foi deslocada ao longo desses sete anos. O conflito já deixou mais de 350.000 mortos.

Um relatório completo sobre o impacto desses sete anos de guerra deve ser divulgado em setembro, de acordo com a comissão.

Continue lendo
Ad

Facebook

Brasil

Ad

Mundo

Mais Vistas