Conecte-se conosco

Mundo Surreal

China pretende proibir shows de strippers em enterros

Publicado

em

Foto: Reprodução

Uma inusitada tradição nas províncias de Henan, Anhui, Jiangsu e Hebei pode estar com os dias contados. O Ministério da Cultura da China decidiu combater a apresentação de strippers em enterros no interior país.

Foto: Reprodução/Weibo

Famílias em zonas rurais do país mais populoso do mundo apelam a strippers a fim de aumentar o número de presentes no enterro de entes queridos. Funerais cheios ajudam o espírito do falecido, segundo a crença local. Mas o governo da China classifica as apresentações como atos de “decadência moral e cultural”.

Foto: Reprodução/Weibo

A população das províncias onde a prática se tornou popular está sendo incentivada, com prêmio em dinheiro, a denunciar velórios com dançarinas eróticas, consideradas “degradantes, obscenas e vulgares”. Há uma linha telefônica especial para as denúncias, contou o “Global Times”

Foto: AFP

Esta é a terceira vez – e a mais vigorosa – que o governo de Pequim decide combater a prática.

Strippers também costumam ser contratadas para shows em casamentos e eventos em templos na China.

Veja a galeria de fotos:

Mundo Surreal

Homem leva foto da esposa morta todos os dias para ver o pôr do sol

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook(Giorgio Moffa)

Todos os dias, Giuseppe Giordano, de 70 anos, acompanha o pôr do sol de Nápoles (Itália) com a esposa. Seria mais um ritual romântico a não ser por um detalhe. Ida está morta. O que acompanha o idoso no belo cenário é uma fotografia dela.

A história se perderia se não fosse por um observador. Giorgio Moffa, dono de uma pizzaria à beira-mar, testemunhou a cena e fez uma postagem no Facebook. O caso viralizou.

“Uns dias atrás, eu não conhecia essa pessoa esplêndida. Só sei que ele viveu um grande amor”, escreveu Giorgio.

Giuseppe vem diariamente à mesma praia onde ele e Ida passaram os primeiros anos do relacionamento.

O empresário decidiu investigar mais a fundo. Descobriu que Ida havia morrido sete anos atrás.

“Ele não consegue se ver sem ela e carrega o porta-retrato para todos os lugares. Ele o mantém perto, como se fosse a coisa mais preciosa”, explicou ele, em reportagem do “Metro”.

Giuseppe e Ida se conheceram em 1969. Ele tinha 16; ela, 17. Os pais de ambos foram contrários ao relacionamento, em grande parte pelo fato de Ida ter engravidado antes do casamento. Eles seguiram adiante, formaram uma família com dois filhos até que em 2011 o destino tratou de levar Ida.

“Quando o vi, sabia que ali havia uma grande história de amor. Homens como ele não existem mais”, declarou Giorgio. Com as informações do Page Not Found.

Continue lendo
Ad

Facebook

Ad

Brasil

Mundo

Mais Vistas