conecte-se conosco

Mundo Surreal

Bando invade velório, rouba caixão, incendeia corpo e registra imagens do crime

Publicado

em

Homens mascarados invadiram um velório que ocorria na noite desta terça-feira, no bairro Sapiranga-Coité, em Fortaleza, e incendiaram o corpo de um jovem de 22 anos que havia sido morto no dia de Natal, celebrado nesta segunda-feira. Ainda não há informações se os criminosos estão relacionados ao assassinato investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital do Ceará.

Nas redes sociais, circulam imagens registradas pelo bando que, segundo os investigadores, seria de uma facção criminosa que pratica tráfico de drogas na cidade. O vídeo mostra o momento em que foi efetuado o crime de vilipêndio de cadáver. A DHPP explicou que é possível que a investigação da segunda ação contra o jovem continue sob sua competência caso seja comprovada a relação entre o homicídio e a invasão ao velório. No entanto, caso não haja essa ligação, o caso deve ficar a cargo da delegacia da área onde ocorria o velório.

A delegacia informou ainda que as imagens divulgadas pelos bandidos podem, inclusive, auxiliar nas investigações do homicídio de Anderson da Silva, que completou 22 anos na quarta-feira da semana passada. Ele foi morto na Travessa Rosana, no bairro Edson Queiroz, também em Fortaleza. O jovem respondia por um crime cometido em 2014. Não há informações sobre outros antecedentes. Foi preciso realizar uma nova perícia no corpo, segundo a Polícia Civil. Acredita-se que a motivação do assassinato tenha sido a disputa pelo tráfico de drogas em Fortaleza.

De acordo com o delegado plantonista no 26º Distrito Policial, essa não foi a primeira vez que criminosos invadiram um velório que acontecia na cidade com o intuito de incendiarem o corpo. Ele recordou um caso ocorrido há poucos anos quando bandidos interceptaram um corpo numa estrada para cometerem o mesmo crime.

 Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Anúncio

Mundo Surreal

China pretende proibir shows de strippers em enterros

Publicado

em

Foto: Reprodução

Uma inusitada tradição nas províncias de Henan, Anhui, Jiangsu e Hebei pode estar com os dias contados. O Ministério da Cultura da China decidiu combater a apresentação de strippers em enterros no interior país.

Foto: Reprodução/Weibo

Famílias em zonas rurais do país mais populoso do mundo apelam a strippers a fim de aumentar o número de presentes no enterro de entes queridos. Funerais cheios ajudam o espírito do falecido, segundo a crença local. Mas o governo da China classifica as apresentações como atos de “decadência moral e cultural”.

Foto: Reprodução/Weibo

A população das províncias onde a prática se tornou popular está sendo incentivada, com prêmio em dinheiro, a denunciar velórios com dançarinas eróticas, consideradas “degradantes, obscenas e vulgares”. Há uma linha telefônica especial para as denúncias, contou o “Global Times”

Foto: AFP

Esta é a terceira vez – e a mais vigorosa – que o governo de Pequim decide combater a prática.

Strippers também costumam ser contratadas para shows em casamentos e eventos em templos na China.

Veja a galeria de fotos:

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Brasil

Ciência

Mundo

Anúncio

Mais Lidas