Conecte-se conosco

Mundo Surreal

Baleia de mentira “atolada” nas margens do rio Sena, em Paris, surpreende pessoas

Publicado

em

Réplica de baleia de mentira de 12 metros de comprimento foi encontrada atolada nesta sexta-feira (22) nas margens do rio Sena, na região central da capital francesa de Paris, e enganou vários turistas e moradores da região que não perceberam que o animal se tratava de uma réplica.

A peça foi colocada na margem do rio por um grupo de ambientalistas com o objetivo de alertar a população para os danos causados pelo meio ambiente.

Para a tornar a situação ainda mais real, alguns homens com aventais brancos isolaram a área e ficaram fingindo que estavam “examinando” a “baleia”.

Por isso, durante todo o dia, dezenas de curiosos que passavam pelo local ficaram espantados e tiraram fotos da réplica.

As pessoas ficaram tão abismadas que a Associação Internacional das Baleias foi chamada para verificar as condições que o suposto animal estava e investigar como ele teria ido parar lá.

De acordo com o ativista da associação Tom Kenis, é impossível que uma coisa assim pudesse ter acontecido, mas ele confirmou que os “barulhos” de atividades humanas podem confundir as baleias e fazer com que elas percam os sensos de direção.

Continue lendo
Comentários

Mundo Surreal

Homem leva foto da esposa morta todos os dias para ver o pôr do sol

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook(Giorgio Moffa)

Todos os dias, Giuseppe Giordano, de 70 anos, acompanha o pôr do sol de Nápoles (Itália) com a esposa. Seria mais um ritual romântico a não ser por um detalhe. Ida está morta. O que acompanha o idoso no belo cenário é uma fotografia dela.

A história se perderia se não fosse por um observador. Giorgio Moffa, dono de uma pizzaria à beira-mar, testemunhou a cena e fez uma postagem no Facebook. O caso viralizou.

“Uns dias atrás, eu não conhecia essa pessoa esplêndida. Só sei que ele viveu um grande amor”, escreveu Giorgio.

Giuseppe vem diariamente à mesma praia onde ele e Ida passaram os primeiros anos do relacionamento.

O empresário decidiu investigar mais a fundo. Descobriu que Ida havia morrido sete anos atrás.

“Ele não consegue se ver sem ela e carrega o porta-retrato para todos os lugares. Ele o mantém perto, como se fosse a coisa mais preciosa”, explicou ele, em reportagem do “Metro”.

Giuseppe e Ida se conheceram em 1969. Ele tinha 16; ela, 17. Os pais de ambos foram contrários ao relacionamento, em grande parte pelo fato de Ida ter engravidado antes do casamento. Eles seguiram adiante, formaram uma família com dois filhos até que em 2011 o destino tratou de levar Ida.

“Quando o vi, sabia que ali havia uma grande história de amor. Homens como ele não existem mais”, declarou Giorgio. Com as informações do Page Not Found.

Continue lendo
Ad

Facebook

Brasil

Ad

Mundo

Mais Vistas