conecte-se conosco

Mundo Surreal

Baleia de mentira “atolada” nas margens do rio Sena, em Paris, surpreende pessoas

Publicado

em

Réplica de baleia de mentira de 12 metros de comprimento foi encontrada atolada nesta sexta-feira (22) nas margens do rio Sena, na região central da capital francesa de Paris, e enganou vários turistas e moradores da região que não perceberam que o animal se tratava de uma réplica.

A peça foi colocada na margem do rio por um grupo de ambientalistas com o objetivo de alertar a população para os danos causados pelo meio ambiente.

Para a tornar a situação ainda mais real, alguns homens com aventais brancos isolaram a área e ficaram fingindo que estavam “examinando” a “baleia”.

Por isso, durante todo o dia, dezenas de curiosos que passavam pelo local ficaram espantados e tiraram fotos da réplica.

As pessoas ficaram tão abismadas que a Associação Internacional das Baleias foi chamada para verificar as condições que o suposto animal estava e investigar como ele teria ido parar lá.

De acordo com o ativista da associação Tom Kenis, é impossível que uma coisa assim pudesse ter acontecido, mas ele confirmou que os “barulhos” de atividades humanas podem confundir as baleias e fazer com que elas percam os sensos de direção.

Anúncio

Mundo Surreal

China pretende proibir shows de strippers em enterros

Publicado

em

Foto: Reprodução

Uma inusitada tradição nas províncias de Henan, Anhui, Jiangsu e Hebei pode estar com os dias contados. O Ministério da Cultura da China decidiu combater a apresentação de strippers em enterros no interior país.

Foto: Reprodução/Weibo

Famílias em zonas rurais do país mais populoso do mundo apelam a strippers a fim de aumentar o número de presentes no enterro de entes queridos. Funerais cheios ajudam o espírito do falecido, segundo a crença local. Mas o governo da China classifica as apresentações como atos de “decadência moral e cultural”.

Foto: Reprodução/Weibo

A população das províncias onde a prática se tornou popular está sendo incentivada, com prêmio em dinheiro, a denunciar velórios com dançarinas eróticas, consideradas “degradantes, obscenas e vulgares”. Há uma linha telefônica especial para as denúncias, contou o “Global Times”

Foto: AFP

Esta é a terceira vez – e a mais vigorosa – que o governo de Pequim decide combater a prática.

Strippers também costumam ser contratadas para shows em casamentos e eventos em templos na China.

Veja a galeria de fotos:

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Brasil

Ciência

Mundo

Anúncio

Mais Lidas