Festa do forró com nudismo causa polêmica na Bahia

© Fred Schinke /Flickr

A nudez não é um tabu no município de Massarandupió, no litoral Norte da Bahia. Lá fica a única praia destinada oficialmente à prática de naturismo no Estado, a praia de Dunas. Mas a comunidade naturista está em uma briga pública contra a realização do  2ª edição do Forró Nu, festa realizada em um sítio privado onde casais podem ir nus.

O evento está marcado para o dia 17 de junho, em um sítio chamado Espaço Liberdade. No entanto, se depender da Associação Massarandupiana de Naturismo (Amanat), ela não irá acontecer.

© Divulação

A associação afirma que a primeira edição da festa, realizada em 2016, foi uma experiência “muito negativa para um povoado indefeso de 700 moradores” e que, na época, “chegou a ser anunciado que o forró nu seria realizado na praia naturista ou até mesmo na praia de Massarandupió”.

A Amanat afirma que a  Federação Brasileira de Naturismo é contra festas de “caráter libidinoso” em espaços naturistas.

Já o organizador do evento, David Andrade, diz que o Forró Nu não tem caráter sexual e “nem incentiva o sexo”. “Tudo acontece em clima de respeito e seguindo as regras do código de ética naturista. No ano passado Massarandupió ficou lotada, com todas as pousadas cheias. Minha festa traz benefícios para a comunidade”, afirmou o organizador em entrevista ao jornal Correio 24 Horas.

Para participar da festa, cada casal deve pagar um valor de R$ 80. O organizador do evento afirma ainda que está recebendo “ligações de todo país” para reservar vagas.

Um dos principais motivos pelo qual os naturistas tradicionais se colocam contrários ao evento é porque seriam promovidos “eventos de suingue” (prática sexual de troca de casais) durante a festa.

A informação não é negada pelos donos dos estabelecimentos da cidade, que afirmam que público mistura naturistas e praticantes do suingue, mas garantem que são expressamente contra o sexo em público.

A polêmica forçou a formulação de um projeto de lei que define regras de comportamento para a praia de naturismo e proíbe o uso do termo “naturismo” ou “naturista” pelas pousadas locais.

Correio 24 Horas

Mais Notícias